Pesquisa

Carregando...

terça-feira, 3 de abril de 2012

Incubação de ovos

INCUBAÇÃO DE OVOS

 TEMPERATURA
A temperatura é um fator crucial  para uma boa incubação, ela deve ser correta e constante sem grandes oscilações, para ovos de galinha, perus, patos, faisões, pavões, é de 37,7 ºCelsius, para incubadoras de ar forçado (aquelas que dispõem de ventoinha no seu interior).
Para incubadoras sem ventilação forçada, a temperatura deve ser mais elevada, entre os  38ºC a 38,5ºC.


UMIDADE
Juntamente com a temperatura a umidade correta exerce grande importância nos resultados da incubação.
Para ovos de galinha a umidade correta deve oscilar entre 55% a 60% nos primeiros 15 dias de incubação nos últimos 7 dias a umidade deve ir subindo até chegar aos 70% a 75%na altura do nascimento.
 Para patos e faisões aplica-se o mesmo sistema nos primeiros 15 dias e nos restantes até á eclosão deverá ser 70% a umidade.
Nos ovos de pato e ganso convém após 15° dias de incubação o arrefecimento dos ovos diariamente, retirando-os da incubadora por curto espaço de tempo até eles arrefecerem ligeiramente, voltando a coloca-los de novo na incubadora, nos dois últimos dias essa operação não se faz.
Atenção: Incubações que decorrem em ambiente seco dão origem a baixas percentagens de eclosão e grande parte dos embriões morre entre o 16º e 19º dia; os pintos nascem pequenos e muitos deles aleijados ou agarrados á casca.
O excesso de umidade conduz à morte de embriões , próximo do 19º dia de incubação, e ao nascimento de aves aleijadas, edemaciadas, viscosas, sujas e com parte da gema por absorver. Com umidade elevada as câmaras de ar apresentam-se pequenas.

VIRAGEM DOS OVOS 
Esta operação é necessária, pois visa essencialmente, evitar que se formem aderências do embrião à casca e favorecer a circulação sanguínea. Se a incubadora for automática esse movimento é feito por ela. Caso não seja os ovos devem ser virados no mínimo 3 vezes por dia.

INSPEÇÃO DOS OVOS
Durante a incubação convém fazer a inspeções nos  ovos com um ovoscópio (ou uma lâmpada com a luz a inserir sobre o ovo), não só para retirar os ovos inférteis como aqueles em que o embrião tenha morrido. geralmente se faz duas vezes , no   7º dia e no 14 º dia, na primeira retiram-se os inférteis e os mortos, dos quais não se tenha duvida , na segunda as duvidas já estarão esclarecidas e  os  ovos com embriões mortos devem ser retirados, na segundo vez  também deve-se observar se as câmaras de ar estão a desenvolvendo conforme o desejado.



DESINFECÇÃO DA ICUBADEIRA
A  desinfecção é muito importante, pois através dela vamos eliminar as bactérias prejudiciais na incubação. A incubadora deve ser desinfetada antes dos ovos serem colocados. E com cuidado pois o excesso de produto químico usado nesse processo pode interferir na fertilidade dos ovos.
Os ovos não devem ser limpos ou lavados, isso porque  a limpeza retira deles a imunidade natural que eles contem.

ACIDENTES DE INCUBAÇÃO
Muitas vezes a incubação apresenta resultados negativos, isso pode ocorrer devido alguns fatores, que são:

·          Ovos não fecundos: Poucos galos, Galos velhos, Ovos velhos, Carência de vitamina E nos reprodutores.
·          Morte precoce dos embriões: Temperatura de incubação incorreta, Mau estado sanitário das aves,  Fumigação fora do tempo prefeito.
·          Morte embrionária do 12º ao 18 º dia : Temperatura imprópria, Deficiências alimentares das aves reprodutoras, Ventilação insuficiente.
·          Pintos mortos na casca após o 18º dia: Consanguinidade estreita ou outras causas hereditárias, Deficiência na viragens dos ovos, Temperaturas impróprias.
·          Ovos picados com pintos mortos:  Baixa umidade, Temperatura média baixa ou excesso de temperatura durante um período.
·          Eclosões precoces. Pintos com umbigos sanguinolentos: Alta temperatura
·          Eclosões tardias: Baixa temperatura
·          Pintos agarrados á casca: Baixa umidade durante a eclosão
·          Pintos viscosos ou sujos: Baixa temperatura, Excessiva umidade.
·          Pintos muitos pequenos: Baixa umidade ,  Ovos  pequenos , Alta temperatura.
·          Pintos indolentes: Baixa temperatura , Deficiente ventilação.
·          Pintos aleijados ou mal formados: Fatores letais ou outras causas hereditárias, Consanguinidade, Irregularidade na temperatura.
·          Pintos amarelados: Fumigação exagerada.


















APÓS O NASCIMENTO
Após o nascimento, os pintos devem ser deixados dentro da incubadora por um período de 48 horas, ou transferidos depois de secos para um local limpo e  seco, deverá haver uma lâmpada de infravermelhos ou aquecedor a gás ou elétrico, pois eles necessitam de calor, a temperatura não deve passar dos 36º C, após a 1º semana ir baixando a temperatura semanalmente de maneira que á 6º semana esteja nos 20ºC no inverno, no verão geralmente após a 3º semana não é necessário aquecimento.
A alimentação dos pintos deve ser uma ração própria para pintos, pois geralmente essas rações já têm na sua composição as proteínas necessárias a um bom desenvolvimento da ave.
Devesse proceder á vacinação  de acordo com a tabela abaixo:

IDADE DOENÇA VIA
01 DIA
Marek
Subcutânea
07 -10 dias
Newcastle
Ocular / nasal
07 -10 dias
Bronquite
Ocular / nasal
20 dias *
Bouba
Membrana da asa (punção)
35 dias **
Newcastle
Ocular / nasal / água
35 dias ***
Bronquite
Ocular / nasal / água
70 - 80 dias
Coriza
Intramuscular
90 - 100 dias
Encefalomielite
Água
110 - 140 dias
Newcastle e bronquite
Água / intramuscular
110 - 140 dias
Coriza e pasteurelose
Intramuscular
* Vacinar 2 vezes ao ano com amostra suave
** Vacinar a intervalos de 90 dias
*** Vacinar em regiões com a doença ou com alta concentração avícola.


Lembre-se, nas primeiras semanas a alimentação e higiene, são fundamentais, e caso ela sejam falhas terá repercussão na vida adulta das aves.



TEMPOS DE INCUBAÇÃO

AVES
TEMPO DE INCUBAÇÃO
Galinha
21 dias
Pata
28 dias
Codorniz
16 - 17  dias
Perua
28 dias
Gansa
30 - 34 dias
Faisoa
24 dias
Avestruz
40 - 43 dias
Pavão
27 - 30 dias










segunda-feira, 2 de abril de 2012


 Da serie:   faça você mesmo
  • Pulverizador agrícola

Cansado de pulverizar sua lavoura  manualmente, então faça seu próprio pulverizador agrícola.